Simule e solicite seu aporte que entraremos em contato!
Se preferir ligue para (51) 3228-1999.

Valores Anuais

Cálculo do Benefício Fiscal IRPF 2017

Sem Aporte Com Aporte
Renda Bruta R$ R$
INSS - R$ - R$
Dependentes - R$ - R$
Educação - R$ - R$
Médico - R$ - R$
Aspecir/Luterprev - R$ - R$
Base cálculo R$ R$
Alíquota R$ R$
Imposto devido R$ R$
Aporte
Benefício com Aporte
Os valores apresentados refletem simulação, podendo sofrer variações conforme o caso e legislação vigente.

Solicite mais informações

Perguntas Frequentes

Diz-se que o Participante está efetuando um aporte quando este deposita uma quantia extra, um reforço em seu Plano de Aposentadoria Complementar, adicional a sua programação regular de contribuições mensais.
O aporte traz diversos benefícios para o associado:

1) Primeiramente, ao passo em que há um reforço no valor do seu Montante Financeiro Individual acumulado na ASPECIR, há o aumento do seu benefício-alvo de aposentadoria.

2) Além disso, a legislação do Imposto de Renda oferece incentivos a quem investe em Previdência Complementar (Privada). De acordo com a legislação fiscal, o valor das contribuições aos Planos de Benefícios de Previdência Privada assemelhados aos da Previdência Social pode ser deduzido no Imposto de Renda Pessoa Física, até o limite de 12% do rendimento bruto anual do Participante. Assim, quanto maior a soma de recursos aplicados em seu Plano de Aposentadoria – contribuições mensais mais aportes extras – (até o limite de 12% de sua renda bruta anual), menor será a base de cálculo de seu Imposto de Renda.

Faça seu aporte deste ano e utilize este benefício fiscal já na sua próxima Declaração de Renda.
Envie seus dados acima, quando recebida sua solicitação, entraremos em contato para saber o valor do Aporte e combinar como será feito, por boleto bancário enviado a seu e-mail, ou por uma transferência bancária (DOC/TED).
A rigor, qualquer valor é aceito como aporte, desde que efetuado como um reforço extra às contribuições mensais regulares do associado.
A qualquer tempo. O aporte é uma operação sempre disponível ao associado. Entretanto, para fins de maximização do seu benefício fiscal, ele deve ser feito em 2017, para que você possa apropriar-se do benefício fiscal já na sua próxima Declaração Anual de Ajuste do Imposto de Renda – Pessoa Física.
Não há limite para os valores aportados. Quanto maior o aporte, maior o aumento da projeção de seu benefício-alvo de aposentadoria. Todavia, o benefício fiscal previsto na legislação é limitado e, independente dos valores de suas contribuições e aportes no ano de 2017, você somente poderá apropriar-se da quantia de suas aplicações em Previdência Complementar equivalente a até 12% de sua renda bruta no mesmo ano para fins de benefício fiscal. Por exemplo, se sua renda bruta total para 2017 é de R$ 30.000,00, você poderá "lançar" o teto de R$ 3.600,00 (12% de R$ 30.000,00) para reduzir a base de cálculo de seu Imposto de Renda a pagar em 2018. A ideia aqui proposta é que você realize agora o aporte da diferença entre o valor do teto "lançável" e o valor total de suas aplicações em Previdência Complementar realizadas neste ano, justamente para aproveitar ao máximo o benefício fiscal oferecido.